Subversão das formas da existência: Revista ‘Acéphale’, de Georges Bataille, ganha tradução no Brasil (O Globo)

Matéria de Guilherme Freitas sobre a Acéphale, publicada nO Globo de 10/8/2013:

 “O homem escapou da sua cabeça como o condenado da prisão”, escreve Georges Bataille no primeiro número da revista “Acéphale”, que fundou em 1936 com artistas e intelectuais de seu círculo, como Pierre Klossowski, Georges Ambrosino e André Masson. O desenho de Masson estampado na capa lembra a clássica figura humana representada por Leonardo da Vinci — só que não tem cabeça, segura um coração em chamas numa mão e um punhal na outra, e ostenta uma caveira no lugar dos órgãos genitais.

“Acéphale” era ainda o nome de uma sociedade secreta criada pelo filósofo na época. Diz-se que ela se desfez depois de seus membros tentarem organizar, sem sucesso, um sacrifício humano.

A revista também teve vida curta: apenas cinco números, entre 1936 e 39. Mas registra uma fase crucial do pensamento de Bataille, em meio a seu rompimento com o grupo surrealista de André Breton e a escalada nazifascista que levou à Segunda Guerra.

Continuar lendo >>>

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s